Uma das atividades mais comuns que envolvem o trabalho dos médicos é a prescrição de medicamentos. Depois de avaliar o paciente e estabelecer o diagnóstico, geralmente o médico prescreve qual terapia medicamentosa o paciente deve adotar.

E para que o paciente possa seguir com o tratamento e se recuperar mais rapidamente de determinada enfermidade, é de extrema importância que ele compreenda todas as orientações médicas sobre quais medicamentos usará e as respectivas posologias.

Nesse sentido, o uso de um aplicativo de prescrição médica eletrônica pode ser muito útil. Essa ferramenta torna possível a emissão de receitas digitais e pode otimizar bastante a rotina dos médicos que aderem a essa tecnologia.

Se você não conhece e quer saber mais sobre essa possibilidade, continue a leitura para conferir o que é e como funciona a receita digital, o que deve constar na prescrição médica eletrônica e como um aplicativo de prescrição médica pode te ajudar na prática.

O que é e como funciona a receita digital?

A receita digital é um documento eletrônico utilizado por médicos para prescrever medicamentos e outros produtos que fazem parte de um tratamento.

Trata-se de uma das várias soluções propostas pela telemedicina, a qual tornou possível o acesso ao atendimento médico à distância.

Por meio de um aplicativo de prescrição médica, o médico consegue receitar diferentes tipos de medicamentos para os seus pacientes de forma eletrônica.

Na maioria dos casos não é mais necessário utilizar o receituário em papel nem que o paciente compareça presencialmente ao consultório médico para conseguir a receita.

A receita digital tem a mesma validade jurídica que a tradicional receita em papel, desde que esteja assinada eletronicamente por um certificado digital válido e contenha todos os dados legalmente exigidos em uma prescrição eletrônica. Ou seja, em vez do carimbo e assinatura, nas receitas digitais os médicos devem possuir um certificado digital para assinar esse documento e atestar sua autenticidade.

Como bem mencionamos, a receita digital é gerada através de um aplicativo especializado. Basta que o médico faça um cadastro e acesse a plataforma para montar a prescrição e enviar para o paciente.

O paciente, por sua vez, pode apresentar esse documento eletrônico no balcão da farmácia ou enviá-lo por e-mail e pedir que o estabelecimento entregue os medicamentos na sua residência.

Leia também: 

Receita digital x Receita digitalizada: é a mesma coisa?

Não. A receita digitalizada é apenas uma cópia em formato digital de uma prescrição em papel e não possui validade jurídica.

Já a receita digital existe apenas em ambiente virtual e precisa estar devidamente assinada pelo médico com um certificado digital reconhecido pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil.

Quais medicamentos podem ser prescritos com a receita digital?

Não são todos os medicamentos que os médicos podem prescrever utilizando a receita.

Conforme determinou a Anvisa, medicamentos das listas A e B citados na portaria 344/98, assim como retinóides e talidomida, ainda não estão autorizados a serem prescritos com a receita digital.

Já antimicrobianos ansiolíticos, antidepressivos, anticonvulsivantes, antipsicóticos e controladores de hormônios, presentes na lista C1 e adendos das listas A e B da portaria 344/98 podem sim ser receitados digitalmente.

Você pode consultar uma planilha com essas listas de medicamentos aqui: Prescrição digital – receituários 

Veja mais detalhes sobre os medicamentos que podem ser dispensados digitalmente, conferindo este vídeo:

A receita digital é uma obrigação?

Os médicos não são obrigados a aderir a nenhum aplicativo de prescrição médica e podem sim optar por continuar receitando medicamentos em papel. Da mesma forma, nenhum estabelecimento de farmácia tem a obrigação de aceitar receitas digitais.

Porém, a Anvisa, o Ministério da Saúde e os Conselhos Federais de Medicina e de Farmácia recomendam que os profissionais e estabelecimentos passem a aderir às receitas digitais devido às facilidades que esse formato proporciona.

Como um aplicativo de prescrição médica pode facilitar a sua rotina?

Os aplicativos para médicos podem tornar a rotina desses profissionais mais fácil. Falando especificamente sobre o aplicativo de prescrição médica, esse tipo de ferramenta é capaz de otimizar o tempo dedicado à elaboração de receita medicamentosa.

Além disso, evita-se cometer eventuais erros ao receitar um medicamento, como a grafia confusa e a posologia inadequada.

No aplicativo de prescrição médica da Memed, por exemplo, você tem acesso a um banco de dados atualizado com mais de 60 mil medicamentos e produtos que complementam os tratamentos, posologias e mais de 100 mil alertas de interações medicamentosas.

Com poucos cliques, você faz uma busca rápida no sistema para encontrar o medicamento que deseja prescrever para o paciente. Depois de selecionar o medicamento, o sistema sugere a posologia (a qual pode ser modificada de acordo com o que o médico achar ser mais adequado).

Além disso, o paciente recebe a receita via SMS ou WhatsApp.

Veja mais sobre o aplicativo de prescrição digital da Memed neste vídeo:

Leia mais: Como a Memed te ajuda a evitar erros de prescrição

O que deve constar na prescrição médica digital?

Os requisitos para preenchimento de uma receita digital são os mesmos previstos atualmente na legislação sanitária.

Logo, as informações que não podem deixar de constar em uma prescrição médica digital são:

Identificação do emitente:

  • Nome completo;
  • Número de registro do CRM;
  • Endereço completo;
  • Cidade;
  • Estado (UF);
  • Telefone;
  • Data da emissão da receita;
  • Assinatura digital.

Identificação do paciente

  • Nome completo;
  • Endereço completo;
  • CPF;
  • Data de nascimento;
  • Idade;
  • Sexo.

Informações sobre o medicamento e seu uso

  • Nome do medicamento ou substância prescrita;
  • Forma farmacêutica;
  • Via de administração;
  • Quantidade;
  • Posologia;
  • Tempo de uso;
  • Outras orientações que auxiliem o entendimento do paciente e a ades˜åo ao tratamento.

Bom, agora que você já conhece mais sobre aplicativo de prescrição médica, que tal aderir a essa nova forma de receitar medicamentos no seu consultório?

Saiba mais: Ecossistema digital de saúde: o que é e como funciona?

O aplicativo da Memed oferece diversas outras vantagens para o médico:

  • Base de conteúdo médico com bula e tratamentos off label cujas informações são baseadas por publicações científicas;
  • Já disponível de forma gratuita em mais de 130 plataformas médicas;
  • Utilizada por grandes instituições (Prevent Senior, Sulamérica Saúde, DASA, Beneficência Portuguesa, Hospital Oswaldo Cruz, entre outros).

Cadastre-se agora, GRATUITAMENTE, e comece a prescrever digitalmente: Prescrição Digital