Você saberia apontar qual a diferença entre medicamentos manipulados e industrializados?

Quando somos acometidos por alguma doença, o mais comum é irmos até um médico para sermos avaliados e recebermos um diagnóstico.

Para tratar essa doença, na maioria das vezes saímos da consulta com uma prescrição de um medicamento que podemos comprar na farmácia mais próxima.

Porém, em se tratando de medicamentos manipulados, a dinâmica é outra.

A Ciência já descobriu há algumas décadas que as pessoas podem reagir de diferentes formas a um mesmo medicamento. Essas reações podem estar relacionadas a diversos fatores, como genética e condições de saúde pré-existentes.

Nesses casos, se faz necessária a prescrição de medicamentos manipulados em vez dos industrializados. Isso porque os manipulados são feitos de maneira personalizada, sob medida para tratar um paciente em específico – considerando suas particularidades diagnosticadas.

Neste artigo, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre a diferença entre medicamentos manipulados e industrializados.

Nas linhas a seguir, você confere o que é, para que serve e como funciona a manipulação de medicamentos.

Continue a leitura até o final para descobrir se remédio manipulado é confiável e como eles se diferem, na prática, dos medicamentos produzidos pela indústria farmacêutica.

Leia também: Qual a diferença das tarjas dos medicamentos? Para que elas servem?

O que são medicamentos manipulados?

Podemos definir o que são medicamentos manipulados como fórmulas magistrais que são produzidas pelos próprios estabelecimentos de farmácia conforme pedido médico ou de outro profissional de saúde habilitado.

A composição dos medicamentos, bem como a concentração das substâncias e princípios ativos, é definida considerando a situação de cada paciente.

Ou seja, trata-se de um fórmula personalizada, com ajustes feitos individualmente visando os melhores resultados terapêuticos e um paciente em específico. A produção desse tipo de medicamento ocorre sob demanda.

Este vídeo do Conselho Regional de Farmácia explica em mais detalhes o que são os medicamentos manipulados e quando são usados:

 

Para que servem os medicamentos manipulados?

A manipulação de medicamentos serve para atender a demandas específicas de cada paciente.

Existe uma infinidade de motivos que podem levar o médico a prescrever um medicamento manipulado em detrimento do industrializado.

Por exemplo, a depender do estado de saúde do paciente, o médico pode julgar ser mais eficaz para o tratamento aderir a um medicamento que associe dois ou mais fármacos em uma mesma cápsula – composição que pode não ser encontrada em medicamentos industrializados disponíveis nas prateleiras das farmácias e drogarias.

Os medicamentos manipulados também são muito úteis para casos em que a opção industrializada que o médico considera ideal para o tratamento do seu paciente foi descontinuada e não se encontra mais disponível no mercado.

Ou seja, os medicamentos manipulados servem para que os pacientes possam ter acesso a um tratamento medicamentoso prescrito especialmente para o seu quadro clínico atual, de forma personalizada.

Leia mais: Quais os principais erros médicos de prescrição e o que fazer para evitá-los?

Como funciona a manipulação de medicamentos?

Para que você entenda com mais clareza o que são medicamentos manipulados, vale a pena explicarmos como a manipulação funciona na prática.

Em primeiro lugar, o paciente precisa se consultar com o médico ou outro profissional de saúde habilitado para realizar a prescrição magistral.

Após a avaliação e diagnóstico do paciente, o médico vai prescrever qual o princípio ativo que deve compor o medicamento que será manipulado, bem como a sua concentração, a quantidade, a forma farmacêutica, a via de administração e a posologia.

De posse da sua receita, o paciente vai até a farmácia para solicitar a manipulação da fórmula prescrita.

O estabelecimento deve seguir à risca os  procedimentos padrões estabelecidos pelo farmacêutico responsável e pelas normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa.

É mantido um registro de todas as preparações, levando em conta os componentes da fórmula e as normas técnicas que regem o setor farmacêutico.

Vale a pena ressaltar que qualquer princípio ativo pode ser manipulado pela farmácia de manipulação, desde que sejam substância liberadas pela Anvisa e não estejam protegidas por patentes farmacêuticas.

Além disso, as farmácias devem, em caráter obrigatório, seguir as determinações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária presentes no documento Boas Práticas de Manipulação em Farmácias – BPMF (RDC Nº 67/2007).

Depois de alguns dias, o medicamento estará pronto para uso e o paciente poderá dar início ao seu tratamento conforme prescrito pelo seu médico.

Remédio manipulado é confiável?

Não é difícil encontrar pessoas que têm dificuldade em acreditar na eficácia e segurança dos medicamentos manipulados, o que as faz questionar também sobre a diferença entre medicamentos manipulados e industrializados.

Afinal, remédio manipulado é confiável ou não? Ele é menos eficaz que os industrializados?

Como bem mencionamos no tópico anterior, uma farmácia de manipulação precisa atender a uma série de critérios sanitários e normas técnicas para poderem manipular e comercializar os medicamentos.

Ao todo, são mais de 200 exigências impostas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária e diretrizes do Ministério da Saúde que esses estabelecimentos devem obedecer. O objetivo é justamente garantir a qualidade e a segurança dos processos de manipulação e dos medicamentos produzidos pelas farmácias.

Portanto, de um modo geral, é possível afirmar que sim, os medicamentos manipulados são confiáveis.

No entanto, é recomendado que o paciente pesquise primeiro se a farmácia tem autorização para manipular medicamentos e se ela segue as boas práticas da Anvisa.

Veja mais: Como a Memed te ajuda a evitar erros de prescrição

Qual a diferença entre medicamentos manipulados e industrializados?

Bom, até agora já deve estar claro para você que a diferença entre medicamentos manipulados e industrializados está na maneira com que eles são produzidos e comercializados.

O medicamento de fórmula magistral, além de ser preparado pela própria farmácia de manipulação, visa atender a necessidades clínicas específicas daquele paciente que chega até o estabelecimento com a prescrição.

Por outro lado, os medicamentos industrializados são produzidos em massa e visam atender a necessidades gerais da população.

Sendo assim, é seguro dizer que a diferença entre medicamentos manipulados e industrializados é que nestes não há uma preocupação com fatores individuais e muito específicos de cada paciente que possa vir a administrar esse medicamento.

Já os medicamentos manipulados são prescritos e produzidos de forma personalizada, levando em conta características muito específicas do paciente que podem não ser contempladas pelos medicamentos industrializados e já prontos para serem usados.

Resumindo 

Medicamentos industrializados

  • produzidos por laboratórios da indústria farmacêutica;
  • comercializados por farmácias e drogarias;
  • são comercializados em embalagens com rótulo que indica a substância ativa, o nome do medicamento, a concentração, o nome do fabricante, lote, data fabricação e prazo de validade
  • possuem uma bula dentro da embalagem, que mostra os possíveis efeitos colaterais, as contra indicações, como conservá-lo e como administrá-lo.
  • pode ser exigida (ou não) a apresentação da receita para comprá-lo no estabelecimento farmacêutico.

Medicamentos manipulados

  • produzidos e comercializados pelas farmácias de manipulação;
  • são produzidos com base em uma fórmula individual para cada paciente;
  • só podem ser manipulados mediante receita médica que indica o princípio ativo, a concentração, a via de administração, a forma física e quantidade do medicamento;
  • o rótulo possui informações como nome do medicamento, a farmácia que fez a manipulação, o farmacêutico responsável, a data de fabricação e de validade, o princípio ativo e a concentração;
  • informações sobre efeitos colaterais, contra indicações e como administrar o medicamento são prestadas pelo médico e pelo farmacêutico responsável.

Veja também: Quais as vantagens do comércio de medicamentos online? 

Confira mais sobre a diferença entre medicamento industrializado e  magistral:

Quais são as vantagens e desvantagens dos medicamentos manipulados?

Agora que já ficou claro qual a diferença entre medicamentos manipulados e industrializados, que tal conferirmos quais são as principais vantagens e desvantagens da manipulação de medicamentos?

Confira a partir de agora os pontos que fazem desse tipo de medicamento uma boa opção terapêutica e outros pontos que podem fazer com que os medicamentos manipulados não sejam a decisão mais adequada para tratar uma condição de saúde.

Vantagens

A principal vantagem dos medicamentos manipulados é a possibilidade de o paciente ter acesso a um tratamento medicamentoso desenvolvido exclusivamente para ele.

Com a fórmula personalizada, o combate à doença tende a ser mais eficaz, pois o princípio ativo, a combinação com outras substâncias, a concentração do medicamento e a quantidade são feitos sob medida para atender às necessidades do paciente.

A forma farmacêutica também representa uma vantagem dos medicamentos manipulados. Isso porque, por exemplo, pode acontecer de determinado medicamento industrializado estar disponível apenas em comprimido.

No entanto, o médico julga ser mais eficaz que aquele paciente específico administre esse medicamento na forma líquida. Então, ele prescreve o princípio ativo, a concentração e a quantidade do medicamento que deverá ser manipulado na forma de suspensão oral pela farmácia de manipulação.

Dessa forma, a adesão ao tratamento medicamentoso é favorecida e os resultados terapêuticos se tornam mais promissores.

Com a manipulação de medicamentos, consegue-se evitar desperdícios e ainda associar duas ou mais substâncias em um único medicamento, o que pode ser mais difícil de encontrar no mercado de industrializados.

Veja mais alguns dos benefícios de medicamentos manipulados neste vídeo do Canal Ideal:

Desvantagens

Apesar dos benefícios que acabamos de citar, os medicamentos manipulados também podem apresentar certas desvantagens. A maioria delas está mais relacionada à qualidade dos processos de manipulação e ao cumprimento das normas técnicas e sanitárias por parte do estabelecimento.

Com a acelerada expansão no mercado de farmácias de manipulação, tem-se observado uma dificuldade em fiscalizar esses estabelecimentos como forma de promover o controle de qualidade.

Sem a devida fiscalização, pode acabar havendo erros referentes à dosagem dos medicamentos, o que compromete a eficácia do tratamento e coloca a saúde dos pacientes em risco.

Outra desvantagem dos medicamentos manipulados se refere ao prazo de validade. Diferentemente dos industrializados, a janela de vencimento é mais curta. Sendo assim, a depender da duração do tratamento, o paciente pode acabar tendo que desembolsar um valor maior para mandar fazer novas doses.

E então, conseguiu entender qual a diferença entre medicamentos manipulados e industrializados? E o que achou das vantagens e desvantagens que rondam a manipulação de medicamentos?

Não deixe de conversar com o seu médico sobre essas duas opções de tratamento medicamentoso e escolha de forma consciente a que for mais adequada para tratar o seu diagnóstico.

Confira em nosso blog: Como comprar remédio com receita digital? Entenda como funciona e confira um passo a passo

Seja para medicamentos industrializados ou manipulados, seu médico terá que prescrever uma receita. E para facilitar esse processo, a Memed criou uma plataforma digital em que o profissional de saúde faz essa prescrição digitalmente e você recebe a receita em seu celular, via SMS ou WhatsApp.

Tudo muito mais fácil e rápido para você e para ele também!

Já são mais de 150 mil médicos usando a plataforma Memed, que oferece a eles, entre outras vantagens, cadastro 60 mil medicamentos e dados sobre interações medicamentosas, com alertas automáticos.

Quer se beneficiar desta facilidade? Então, envie este link para o seu médico: prescrição digital Memed