Apesar de o câncer ainda ser uma doença que amedronta muita gente, os avanços observados na Ciência e na Medicina possibilitaram melhorias significativas tanto no tratamento de diferentes tipos de câncer como na prevenção dessa doença.

Por agir na maioria das vezes de forma silenciosa, é comum que o diagnóstico do câncer seja feito quando ele se encontra em estágios mais avançados, o que torna mais difícil o seu tratamento.

O câncer é considerado um problema de saúde pública no mundo todo, onde segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA) registrou um crescimento de 20% de casos na última década

Tendo isso em vista, as campanhas de luta contra o câncer são extremamente necessárias para conscientizar a população sobre a importância de adotar hábitos mais saudáveis, fazer exames preventivos e consultar um profissional de medicina regularmente.

Neste artigo, você vai entender melhor a importância da prevenção ao câncer e a história dos movimentos de luta contra o câncer.

Vamos explicar nas próximas linhas quais são os tipos mais comuns de câncer:

  1. Câncer de próstata;
  2. Câncer de mama;
  3. Câncer de cólon e reto;
  4. Câncer de estômago;
  5. Câncer na cavidade oral.

Além disso, você vai conhecer dados recentes sobre a doença no Brasil e algumas projeções para os próximos anos.

O que é o câncer?

Antes de falarmos sobre prevenção ao câncer, é preciso relembrarmos o que é considerado um câncer.

Para a comunidade científica, o câncer se refere a uma mutação no DNA das células do organismo que passam a crescer de maneira desordenada, dividindo-se rapidamente.O câncer é também conhecido como neoplasia (neo = “novo” e plasis = “crescimento, multiplicação celular”).

Esse nome é dado a um conjunto composto por mais de 100 doenças que acometem os pacientes quando essas células alteradas geneticamente invadem tecidos e órgãos do corpo e formam tumores na área afetada, podendo se espalhar para outras partes do organismo – fenômeno que recebe o nome de metástase.

As causas para o câncer podem estar atreladas a fatores externos, como o ambiente em que a pessoa vive e seus hábitos do dia a dia, e internos, como predisposição genética.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a grande maioria dos casos de câncer tem como causa fatores externos, como tabagismo, alcoolismo, ingestão excessiva de medicamentos, exposição aos raios solares e fatores ocupacionais.

A imagem abaixo ilustra o peso relativo de causas externas em relação às causas genéticas do câncer:

Fonte: INCA

Quais são os tipos mais comuns de câncer?

O câncer pode acometer diferentes partes do organismo humano e se manifestar de maneira leve, moderada ou grave.

No Brasil, os tipos mais comuns de câncer, levando em conta o número de novos casos e óbitos, são:

1 – Câncer de próstata

O câncer de próstata costuma acometer os homens a partir dos 50 anos de idade e pode estar associado a diversos fatores, como histórico familiar, fatores hormonais e hábitos alimentares.

O sintoma mais comum do câncer de próstata é a dificuldade de urinar. Porém, essa doença pode ser assintomática e os sintomas podem demorar a se manifestar. 

Dados do INCA revelam que, em 2020, foram registrados quase 66 mil novos casos e mais de 15.900 óbitos.

2 – Câncer de mama

O câncer de mama são pequenos nódulos que se formam nos seios das mulheres, mas que também podem aparecer em homens.

O país registrou 66.280 novos casos e 18.068 mortes em decorrência do câncer de mama em 2020, sendo este o tipo de câncer que mais mata mulheres.

3 – Câncer de cólon e reto 

O câncer de cólon e reto são tumores que se formam na região do intestino grosso. Homens e mulheres podem desenvolver esse tipo de câncer, geralmente a partir dos 50 anos de idade.

Dados mais atuais do INCA revelam um total de 20.540 novos casos em homens e 20.470 em mulheres. O número de mortes por câncer de cólon e reto entre pessoas do gênero masculino e feminino é de 10.191 e 10.385, respectivamente.

4 – Câncer de estômago 

Outro tipo de câncer bastante comum é o de estômago, ou câncer gástrico. No Brasil, esse é o terceiro tipo de câncer mais frequente entre os homens e o quinto entre as mulheres.

Exposição ocupacional à radiação ionizante, tabagismo, consumo excessivo de sal e álcool e obesidade estão entre as principais causas dessa doença.

5 – Câncer na cavidade oral

O câncer na cavidade oral pode afetar diferentes pontos da boca. Os mais comuns são os lábios e a língua.

Os principais sintomas incluem manchas vermelhas ou brancas em diferentes regiões da boca, feridas com sangramentos que não cicatrizam há pelo menos 15 dias.

Em 2020, o Brasil registrou 11.200 novos casos em homens e 4.010 mulheres em mulheres.

Veja mais alguns dados do INCA sobre a incidência de câncer no Brasil:

Desafio contra o câncer: como é o tratamento dessa doença?

O principal desafio contra o câncer talvez seja o tratamento dessa doença. A depender do estágio em que o câncer é diagnosticado e do local em que ele se manifesta, pode não haver muito o que ser feito para curar o paciente.

Porém, se o diagnóstico for feito logo no começo da doença, o médico pode prescrever algumas opções terapêuticas. A mais comum delas é a quimioterapia.

Basicamente, a quimioterapia se refere ao uso de drogas antineoplásicas que destroem as células doentes.

Há também a radioterapia, em que se utiliza a radiação ionizante para atacar diretamente a área afetada pelo câncer. O paciente sente a radiação e ela pode ser combinada à quimioterapia.

Outra alternativa terapêutica para tratamento de câncer é o transplante de medula óssea, indicado no caso de doenças nas células do sangue, como leucemia e linfoma.

Prevenção ao câncer: quais fatores aumentam os riscos para desenvolver esse tipo de doença?

Quando o assunto é campanha contra o câncer e formas de prevenção, é preciso jogar luz sobre os fatores que mais representam risco para o desenvolvimento dessa doença.

Esses fatores podem estar relacionados a questões hereditárias. Isso ocorre quando algum familiar de grau próximo já teve algum tipo de câncer.

Há também fatores externos que podem influenciar o surgimento de câncer, como tabagismo, alcoolismo, exposição excessiva à radiação solar ou ionizante, maus hábitos alimentares, infecções pelo HPV, ingestão de água contaminada, uso excessivo de alguns medicamentos etc.

Ao tomar conhecimento sobre esses fatores de risco, é possível adotar uma postura de prevenção ao câncer, mantendo-se atento a aspectos genéticos e ao estilo de vida que se leva.

Leia também: Vacina do HPV: tudo o que você precisa saber

Quer se prevenir contra o câncer? Veja estas dicas do INCA de como fazer isso com ajuda da alimentação:

8 de abril: Dia Mundial da Luta contra o Câncer

O Dia Mundial da Luta contra o Câncer é lembrado todo dia 8 de abril. A data foi estabelecida pela União Internacional de Controle do Câncer (UICC) com o objetivo de reunir instituições ao redor do mundo para conscientizar as pessoas por meio de campanha contra o câncer e prestar assistência àqueles que enfrentam essa doença.

Várias ações e eventos com foco na prevenção ao câncer são realizados em vários países. A intenção é chamar a atenção da população mundial para a necessidade de fazer o acompanhamento médico periódico e adotar hábitos de vida mais saudáveis.

Para pacientes que já enfrentam a luta contra o câncer, algumas instituições  e organizações utilizam essa importante data para refletir sobre como tornar essa batalha menos difícil e traumática para os pacientes, seja pelo apoio psicológico ou discutindo alternativas terapêuticas inovadoras.

As várias campanhas do dia 8 de abril buscam mostrar para as pessoas que o câncer pode ser tratado e curado, principalmente se ele for detectado nos estágios iniciais.

O Dia Mundial da Luta contra o Câncer é uma data em que se busca também reduzir o estigma que ronda essa doença, pois ainda é comum que as pessoas enxerguem o diagnóstico de câncer como algo irreversível; o que não é necessariamente verdade.

Leia mais: Março Lilás e o combate ao câncer de colo de útero. Guia completo sobre o assunto

Veja este depoimento do Dr. Riad Younes, Diretor Geral do Centro de Oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, sobre a importância do Dia Mundial; de Luta Contra o Câncer:

Estimativas para o futuro da luta contra o câncer

O câncer representa hoje uma das maiores questões relacionadas à saúde pública, estando entre as quatro principais causas de morte prematura (antes dos 70 anos de idade).

Segundo apontam estudos do Instituto Nacional de Câncer (INCA), houve um aumento de 20% nos casos de câncer durante os últimos 10 anos. E, infelizmente, as projeções não são muito otimistas.

Ainda de acordo com o INCA, estima-se que o Brasil tenha cerca de 625 mil novos casos de câncer por ano no triênio 2020, 2021 e 2022.

Tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas, sedentarismo e má alimentação lideram a lista de fatores de risco para 10 tipos da doença.

O tipo de câncer mais comum nos homens continuará sendo o de próstata (29,2%), enquanto que nas mulheres será o câncer de mama (29,7%).

A maior incidência de câncer para esses três anos da estimativa do INCA é o de pele não melanoma, com aproximadamente 177 mil novos casos por ano.

Campanha contra o câncer: quais hábitos podem reduzir os riscos de desenvolver essa doença?

A luta contra o câncer deve começar em ações voltadas à prevenção dessa doença. A implementação de alguns hábitos já é capaz de diminuir o risco de desenvolver algum tipo de câncer.

Confira agora o que você pode fazer na campanha contra o câncer para se prevenir:

  • Evite fumar, inclusive vaping;
  • Evite consumir bebidas alcoólicas excessivamente;
  • Adote uma alimentação saudável, dando preferência a alimentos orgânicos e ricos em nutrientes;
  • Evite consumir alimentos ultraprocessados; 
  • Dê adeus ao sedentarismo e passe a praticar atividades físicas regularmente;
  • Para as mamães, não deixe de amamentar seus filhos, pois esse hábito ajuda a prevenir o câncer de mama;
  • Faça exames preventivos periodicamente, como a mamografia e Papanicolau para as mulheres, e o de toque retal para os homens com mais de 50 anos de idade;
  • Evite se expor excessivamente aos raios solares e use sempre protetor solar;
  • Leve seus filhos e filhas de 9 a 14 anos para se vacinarem contra o HPV.

Na luta contra o câncer, a prevenção e o diagnóstico precoce são as melhores armas. Cuide-se e cuide de quem você ama.

Assim como qualquer outra doença, o tratamento do câncer demanda atendimento médico especializado e a prescrição de receitas. Uma forma de facilitar esse processo para os pacientes é usando uma plataforma de prescrição digital, como a Memed.

Assim, o paciente recebe suas prescrições diretamente no celular, via SMS ou whatsapp, o que é muito mais prático e ágil.

Recomende a Memed para seu médico, basta enviar este link para ele: prescrição digital