11.2.2020

Como o celular pode otimizar suas consultas

Atualmente no Brasil há 220 milhões de smartphones com acesso à web. O número de aparelhos ativos já é maior do que o de pessoas no mundo, o que o torna o principal meio para o uso da internet.

Por minuto, 3,7 milhões de palavras são pesquisadas no Google, 38 milhões de mensagens são enviadas pelo WhatsApp e 187 milhões de e-mails são enviados, somente pelo celular. A cada dia que passa somos munidos de mais facilidades pelo celular e passamos a resolver mais coisas através dele. A cada dia que passa vencemos mais obstáculos do nosso dia-a-dia por meio das funcionalidades que os aplicativos nos oferecem. E se o celular conseguisse nos ajudar também em nossa rotina profissional, tal como gerar uma receita médica do próprio celular em locais que não dispõem de computadores?

O uso do celular na Saúde

A pesquisa TIC Saúde 2017, divulga que mais de 50% dos estabelecimentos de saúde participantes, com PEP (Prontuário Eletrônico do Paciente) concedem o acesso dos profissionais de saúde às informações do paciente pelo tablet ou celular, desde que dentro dos limites do estabelecimento. Porém somente cerca de 30% dos estabelecimentos permitem o acesso às informações dos pacientes fora dos limites do estabelecimento. Neste caso, um atendimento ao paciente em algum local diferente impossibilita o resgate de prescrições anteriores.

Hoje muitos médicos já utilizam a internet dos seus celulares para complementar seus atendimentos aos pacientes, seja enviando cópias da prescrição por e-mail ou fornecendo orientações mais simples por mensagens.

Esses movimentos indicam que, assim como outras áreas, a Medicina está se preparando para deixar de lado hábitos e rotinas morosas, para agregar a tecnologia que facilita o dia-a-dia profissional. Os prontuários eletrônicos já estão nos consultórios e nas unidades de internação. Os pacientes já conseguem agendar consultas, assim como receber resultados de exames por aplicativos. Os médicos e outros profissionais de saúde já contam com plataformas de atualização e aprimoramento, assim como contam com fóruns de discussão em aplicativos como o WhatsApp.

Prescrição via aplicativo

Muitos médicos receiam incorporar novas tecnologias ao seu dia-a-dia pois acreditam que o seu aprendizado seja custoso e demorado, tomando um tempo importante na sua rotina de trabalho. Mas com uma interface muito simples de ser utilizada, o novo aplicativo da Memed, que já oferecia um banco de medicamentos completo com comparação de preços, agora também gera prescrições médicas que podem ser impressas, assinadas e entregues ao paciente no momento da consulta. As prescrições podem ser acessadas a qualquer hora e em qualquer local do seu próprio smartphone.

Com apenas alguns toques, a prescrição está pronta e você pode gerar receitas por meio digital em locais que não dispõem de computadores individuais.

O que já era fácil, agora ficou mais rápido e seguro, tanto para o paciente quanto para o médico, que pode contar com conveniência, mobilidade e sincronização. As receitas médicas geradas pelo computador poderão ser visualizadas também pelo celular. O paciente recebe uma prescrição impressa com todas as informações necessárias para iniciar seu tratamento e ainda recebe uma cópia digital que ficará armazenada no seu celular, para consultar caso perca a receita em papel.

Tem como negar que a tecnologia chegou para ajudar?

Fontes

29a. Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas — Fundação Getúlio Vargas de São Paulo, 2018. Disponível em link.

Pesquisa sobre o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nos estabelecimentos de saúde brasileiros — TIC Saúde 2017. Disponível em link.

Compartilhe:
Saiba mais
Posts Relacionados