5.8.2020

Como ajudar seus pacientes em época de COVID-19?

Como ajudar seus pacientes em época de COVID-19?

Ajudar os pacientes em época de COVID-19 está sendo o principal objetivo de todos os profissionais de saúde, que sempre buscam cuidar de seus pacientes da melhor forma.

A pandemia torna todas as situações mais complexas, principalmente na área da saúde.

Uma pesquisa da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), mostra que casos de estresse, ansiedade e depressão, estão aumentando drasticamente desde o início da pandemia.

> “A prevalência de pessoas com estresse agudo na primeira coleta de dados foi de 6,9% contra 9,7%, na segunda. Para depressão, os números saltaram de 4,2% para 8,0%. Por último, no caso de crise aguda de ansiedade, vimos sair de 8,7% na primeira coleta para 14,9%, na segunda coleta.”

O momento que as pessoas mais precisam de ajuda é durante uma crise. Para te auxiliar nessa jornada, reunimos algumas práticas que podem ajudar seus pacientes em época de COVID-19.

Aproveite o conteúdo!

5 principais formas de ajudar seus pacientes em época de COVID-19

Existem diversas práticas que podem afetar positivamente seus pacientes durante a pandemia, como estabelecer uma rotina, praticar exercícios físicos, não ficar atento o tempo todo nas notícias, entre outros.

Para mostrar como você pode auxiliar seus pacientes de forma prática, separamos 5 dicas que você não deve deixar de lado.


1. Continue educando seus pacientes sobre a COVID-19

No meio da pandemia de COVID-19, a explosão de fake news também está crescendo.

Além de atrapalhar os profissionais de saúde, elas também distraem os pacientes das orientações médicas, e podem prejudicar seriamente as pessoas que decidem tomar um remédio para prevenir a doença, mesmo sem evidências científicas.

Por isso, é essencial que você continue educando seus pacientes sobre a COVID-19, mostrando que eles têm uma fonte segura de informação, e não precisam acreditar em tudo que leem na internet.

Seja por meio das redes sociais, e-mail marketing ou vídeos no Youtube, você pode fazer a diferença para seus pacientes, mesmo não estando em uma consulta.


2. Divulgue sua Teleconsulta

Se você não tem uma Teleconsulta, é hora de adquirir uma. Continuar seu atendimento médico é outra prática fundamental que irá auxiliar seus pacientes durante a crise. 

É claro, nem todas as especialidades conseguem atender por Teleconsulta, mas em casos que não exigem exame físico, ela pode funcionar perfeitamente.

Entre as principais vantagens da Teleconsulta, podemos citar:

Por isso, se você já adquiriu essa funcionalidade, lembre-se de divulgar para seus pacientes e mostrar como inovou seu atendimento.


3. Esteja próximo dos seus pacientes de forma online

Ter uma ótima presença online não é apenas uma boa estratégia de marketing para atrair pacientes, mas ela também é fundamental para a fidelização.

Durante a pandemia, quase todas as interações estão acontecendo por meio da internet.

Para ajudar seus pacientes em época de COVID-19, você também precisa estar aberto a interagir pelas redes sociais, como Facebook e Instagram. 

O e-mail marketing também é uma excelente estratégia para manter contato com seus pacientes em qualquer momento.

Apesar de estarmos distantes fisicamente, ainda podemos nutrir nossos relacionamentos. ;)


4. Melhore a experiência do paciente durante a COVID-19

A jornada do paciente sempre deve ser um ponto de atenção para os profissionais de saúde. Afinal, é conhecendo ela que os médicos têm mais chances de fidelizar seus pacientes.

Durante a crise de COVID-19, essa jornada é praticamente toda digital, tirando os casos que exigem uma consulta presencial. Isso significa que ela costuma acontecer desta forma:

O instituto Patient Centricity Consulting criou um projeto que auxilia os médicos a mapearem a jornada dos pacientes com COVID-19, e criou uma planilha com boas práticas para auxiliar os profissionais de saúde. 

Uma forma de melhorar a experiência do paciente é estudar essa jornada, e buscar ferramentas que a melhorem, como Teleconsultas, softwares médicos, entre outros.


5. Lembre seus pacientes que existe um pós-pandemia

A maioria das pessoas imaginou que a pandemia ia durar dois, três meses, e logo tudo iria voltar ao normal. Mas não foi isso que aconteceu, e agora parece que nunca vai ter fim.

Felizmente, isso não é verdade. Podemos não saber quando tudo vai acabar, mas ainda existe uma vida pós-pandemia, e seus pacientes não podem se esquecer disso. 

Se você sabe que alguns pacientes estão deixando sua saúde de lado, seja a saúde física ou mental, tente lembrá-los que pequenas atividades podem fazer toda a diferença. 

Seja com exercícios que durem 30 minutos todo dia, ou começar uma série que você gosta, não podemos passar as semanas apenas sentindo falta do passado, até porque logo ele será nosso futuro.

Como você tem ajudado seus pacientes durante a pandemia? Compartilhe suas experiências nos comentários!

Compartilhe:
Saiba mais
Posts Relacionados