E-commerce em 2021 e suas vantagens

O e-commerce vem há alguns anos despontando como uma excelente alternativa tanto para quem compra quanto para quem vende. São muitas as vantagens que o universo digital proporciona. E por que não agregar essas facilidades a um ecossistema digital de saúde ? Por que não comprar medicamentos online?

Com os avanços da tecnologia, a regulamentação da prescrição digital para uma vasta gama de medicamentos e a integração entre sistemas isso já é mais do que possível.

Mas, antes de explicar como, vamos entender o cenário.

Cenário promissor para o comércio online  

Segundo dados do relatório Webshoppers, da Ebit|Nielsen, o faturamento do e-commerce cresceu 47% no primeiro semestre de 2020. Essa foi a maior alta do setor em 20 anos, impulsionado pelo salto de 39% no número de pedidos, para 90,8 milhões, na comparação com o primeiro semestre de 2019. Já as vendas subiram 47%, para R$ 38,8 bilhões no mesmo período analisado.

Somente em dezembro de 2020, o e-commerce registrou uma evolução de 3 dígitos no comparativo com 2019, de acordo com o levantamento da Mastercard SpendingPulse, que mede os gastos dos consumidores em todos os tipos de pagamento, incluindo dinheiro e cheque.

Isso porque as compras online têm muitas vantagens. Comodidade sem sair de casa, variedade de pagamentos, privacidade do usuário, cupons de descontos, funcionamento em tempo integral, maior diversidade de produtos, comparar opiniões de outros usuários, bem como saber onde tem os menores preços, são só algumas delas.

E os varejistas que não entram nessa onda saem perdendo. Afinal, por toda essa conveniência, as pessoas têm comprado de tudo na internet.  Roupas, sapatos, eletrodomésticos, itens de alimentação e de supermercado, produtos de beleza e objetos de decoração. Até carro em delivery, no auge da pandemia, chegaram a oferecer.

Então, voltando a nossa pergunta inicial, porque não comprar medicamentos online?

Primeiro vamos esclarecer que isso não é uma novidade. Há algum tempo, medicamentos livres ou isentos de prescrição já podiam ser comprados por telefone e até mesmo pela internet.

E agora, com a regulamentação da telemedicina em caráter de urgência, seguida da regulamentação das receitas médicas no formato digital para medicamentos controlados, essa possibilidade se ampliou consideravelmente.

Hoje, todos os medicamentos isentos de prescrição (MIP), suplementos, dermocosméticos, receituários controlados (branco – 2 vias) da lista C1, C5 e antibióticos podem ser prescritos e enviados digitalmente. E dessa forma podem ser comprados de maneira online.

A exceção ainda está nos medicamentos que compõem as listas A1, A2, A3, B1 e B2 (que exigem notificação de receituário controlado) e que ainda não possuem permissão para serem prescritos e vendidos por meio da receita digital (embora haja previsão que estes medicamentos também evoluam para o formato digital até o final de 2021).

As vantagens de comprar medicamentos online por meio de um ecossistema digital de saúde

Como já dissemos, comprar medicamentos online ou por televendas não é uma novidade. O que muda é que com a digitalização da saúde e a transferência de praticamente todas as etapas do atendimento para o ambiente digital tudo é mais fácil e mais seguro.

Vamos recapitular como isso pode funcionar: primeiro vamos até o nosso médico para passar por uma consulta (ou então somos atendidos por meio da telemedicina).  Após receber nosso diagnóstico, o médico faz a nossa receita (contando com o apoio de tecnologia de suporte à decisão clínica), enviando essa receita para nosso celular. Se a opção for ir direto à farmácia, basta apresentar o QR Code presente na receita digital e a farmácia dispensa nossos medicamentos, sem a necessidade de nenhum papel.

Mas, isso nem é preciso. Hoje, com a receita digital, você clica no medicamento ou no exame solicitado e conduz os próximos passos, sem sair de casa.

Diferentemente da compra presencial, quando você teria que se locomover de uma loja a outra (sem muitas vezes encontrar todos os medicamentos receitados), em um ecossistema digital de saúde é possível comparar preços e encontrar todos os medicamentos receitados, o que significa economia de tempo e de dinheiro.

Ou seja, estamos falando de comodidade, praticidade, economia de tempo e de recursos financeiros, pois além de escolher o local mais barato, não precisamos gastar nossa gasolina ou nossa sola de sapato.

 

Talvez você goste desse artigo também:


Seu médico ainda faz suas receitas em papel? Você gostaria que ele começasse a fazer suas receitas no formato digital? Então clique no botão abaixo, faça o download do nosso guia “Aprenda como fazer suas Receitas Digitais na Memed” e envie para o seu médico:

 

Acessar o guia médico

 

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de conversar com a gente logo abaixo e compartilhar o artigo!